29 de março

Quando uma Campanha Provocativa se Torna Muito Mais que Isso

Quem acompanhou? Essa semana a Amazom lançou (segunda 27/03) a nova campanha do Kindle (#MovidosporHistorias) que consiste em projetar trechos de livros em muros (que antes tinham grafites e que agora estão pintados de cinza a mando do João Dória, no projeto Cidade Linda) de locais famosos de SP.

Eu achei o máximo! Abaixo o link:

https://www.youtube.com/watch?v=yiAfYd6zrCY

Aí o Dória ficou sabendo (e por sinal eles está super antenado com o mundo digital) e gravou um vídeo respondendo com a seguinte fala: “Pessoal, bom dia. Assisti ao comercial da Amazon utilizando a imagem de São Paulo para vender seus produtos. Já que eles têm tanto amor pela nossa cidade, poderiam fazer de fato uma ação transformadora e ajudar nossas crianças doando livros para as bibliotecas, computadores e tablets para nossas escolas municipais. Poderiam também patrocinar um dos MARs – Museus de Arte de Rua. Existem várias formas da Amazon ter uma postura cidadã autêntica e não oportunista. #AmeSP

Depois veio a Saraiva e o Kabum! Pegando carona no marketing de oportunidade para entrar no contexto e oferecer “àquela ajuda” a cidade de São Paulo:

tweet saraiva

 

tweet kabum

 

 

E ontem (28/03), enfim a Kindle se pronunciou e lacrou com mais um vídeo e uma ação digital que está liberando alguns e-books para download gratuito:

Clique Aqui e Baixe os E-books

pagina pra baixar ebooks kindle

 

Link do Post Anunciando a Ação

kindle 2

 

É muito bom quando uma campanha cumpre o seu papel social e ainda por cima consegue abrir uma discussão tão útil a ponto de gerar um bem maior.

Independente de interesses secundários, foi tudo genial Kindle! SP e o Brasil sairam ganhando. =)

,,,,,,,,,,, Sem comentários
22 de março

Como a Sadia, Perdigão, Seara e Friboi lidaram com o escândalo da Operação Carne Fraca na Internet

No dia 17 de março os brasileiros foram pegos de surpresa com a divulgação, na mídia, do escândalo envolvendo a produção e comercialização de carne podre, com papelão e até com produtos cancerígenos que, segundo os grandes veículos de comunicação, eram usados para mascarar a aparência e cheiro dessas carnes estragadas durante o processo de distribuição e venda em todo o Brasil.

Imediatamente comecei acompanhar não só as notícias (afinal de contas, como todo brasileiro, eu também fiquei chocada e me senti lesada entre outras coisas), mas também de que forma todas os envolvidos começaram a se posicionar na Internet.

Até o fim do dia 17, as pessoas ainda não estavam indo nas redes sociais dessas marcas para falar sobre o assunto. Pelo menos era o que parecia…

Então, resolvi eu mesma ir lá e comentar para ver de que forma se posicionavam.

Em uma breve pesquisa pude constatar que todos os sites da  BRF estavam fora do ar, já os da JBS estavam lá para quem quisesse acessar, porém sem nenhuma nota de esclarecimento a população.

Então me dirigi aos Facebooks oficiais dessas marcas para fazer o questionamento que todo mundo queria ou, pelo menos, deveria querer naquele momento.

Vamos aos fatos…

FACEBOOK FRIBOI

 

A última atualização do Facebook da Friboi aconteceu em dezembro de 2015. E mesmo o perfil sendo oficial, parece que não tem gente monitorando ou pelo menos se relacionando. Seguiram a linha “se fazendo de mortos” e até hoje 22/03 não responderam meus questionamentos na fan page.

FACEBOOK SEARA

 

A Seara, por sua vez, pode ter feito seu último post em dezembro de 2016, mas está lá. Firme e forte monitorando e apagando os comentários referentes ao problema. Apagaram, inclusive, o meu.

 

resposta perdigão

A Perdigão adotou a linha de dar a cara pra bater e resolveu se posicionar. Mas isso só aconteceu em 20/03 (3 dias após a divulgação do escândalo).

Estão respondendo mas sem divulgar nenhuma nota no Facebook (pelo menos até agora, 13h de 22/03).

SADIA

 

A Sadia não começou a se pronunciar no dia 17 e nem respondeu ao meu questionamento (com o link da matéria que saiu na Exame), mas tem respondido aos questionamentos dos demais internautas (começaram dia 19/03) e começou a divulgar um vídeo para consumidores e outro estrelado pelos próprios colaboradores atestando a qualidade dos produtos e a felicidade que possuem em trabalhar para a marca.

Além disso, todas elas resolveram se posicionar em seus sites com notas de esclarecimento, exceto a Perdigão (que é da BRF).

A Sadia (no caso a BRF), além e divulgar um post patrocinado na Exame também criou uma espécie de hotsite com esclarecimentos sobre algumas questões. www.brf-global.com/brasil/portasabertas/comunicado-oficial-a-imprensa.html

BRF

SITE SADIA

 

VIDEO SADIA FACEBOOK

VIDEO SADIA COLABORADORES

*Os sites da BRF já estão novamente no ar.

 

Site Friboi

SITE FRIBOI

 

O site da Academia da Carne (da Friboi) não apresenta nenhuma nota de esclarecimento.

 

Site Seara

SITE SEARA

 

É  importante esclarecer por meio do canal principal e institucional, mas é fato que muito mais importante (sobretudo nos dias de hoje) ter um posicionamento rápido, diferenciado e em tempo real nas redes sociais.Resumindo: um SAC decente.

Nenhuma das marcas se pronunciou no dia 17. Isso demorou pra acontecer e, como vocês podem ver, algumas ainda estão falando pouco sobre o ocorrido.

A BRF mesmo com todo um trabalho desenvolvido em prol de esclarecer sobre os fatos, parece ter esquecido de viabilizar a mesma comunicação por meio da Perdigão.

E fica aqui a pergunta: As empresas brasileiras estão, de fato, prontas para gerenciar uma crise de imagem na Internet?

 

,,,,,,,,,,,,,,,, Sem comentários
23 de abril

Torrent Brasil Lança Campanha Digital Na Semana de Combate a Hipertensão


 

Dia 26 de abril é o Dia Nacional de Combate a Hipertensão e metade dos brasileiros que sofrem com a doença não sabem disso.

Com o objetivo de conscientizar crianças, jovens, adultos e idosos sobre os perigos e consequências da Hipertensão, a Torrent Brasil lançou ontem(22/04) a campanha nacional digital de combate a doença, em sua página no Facebook.

A campanha é composta por peças de alerta para todas as idades, quiz com perguntas e respostas (que no final diz se você tem ou não tendência a ter a doença), um vídeo bem bacana e um post no site.

http://www.torrent.com.br/noticias/dia-do-combate-a-hipertensao-um-alerta-aos-pacientes.php

A ação foi desenvolvida pela Artéria Comunicação de SP.

Foi um prazer trabalhar no planejamento da ação e está sendo ótimo executá-la.

Outras peças abaixo:

13_facebook_Dados-brasileiros-e-Hipertensão

7_facebook_Fatores-de-risco-para-a-hipertensão

Acessem a fan page para acompanhar: https://www.facebook.com/torrentbrasil

 

Outros Links de divulgação da campanha:

R7

Revista Exame

=)

 

,,,,,,,,, Sem comentários
15 de abril

Via Uno perdeu a oportunidade e o destaque (mesmo que negativo) foi todo da Arezzo

size_810_16_9_arezzo-sandalia

 

Muita gente acompanhou na semana passada o fail que a Arezzo cometeu. Para quem não acompanhou, vou dar uma resumida: uma consumidora adquiriu uma sandália da marca e após usá-la duas vezes, parte da palmilha se soltou evidenciando outra marca por baixo: a da Via Uno.

A filha da cliente fez um post no Facebook relatando o acontecido e o fato viralizou. A Arezzo se pronunciou a respeito se defendendo e justificando que o fato aconteceu porque um dos componentes usados na produção da sandália também era utilizado na fabricação do concorrente.

Fail a parte, eu estou me perguntando até agora porque a Via Uno perdeu a oportunidade de fazer um puta de um anúncio digital pegando carona e ainda se sobressaindo frente a concorrente mais valorizada e cara. Comeu mosca Via Uno!

Agora mesmo o site da Via Uno está fora do ar e o último post da fan page (QUE POSSUI 118.997 LIKES) foi do dia 18 de março. Vai entender, né?

,,,,,,,,, Sem comentários
15 de abril

Publicidade no Instagram? Chegou e já está rolando nas timelines alheias.

insta

Quando falamos em usuários, o Instagram apresenta seus maiores números nos Estados Unidos e depois no Brasil. É claro que não demorou muito para que a plataforma começasse a extrair todo o seu potencial de impacto com o objetivo de oferecer ações, inicialmente tímidas mas com certo potencial, para as marcas por meio do bombardeio dos usuários. O Twitter já fez isso e que eu saiba, até agora, não vingou aqui em terras tupiniquins. Aliás, quando falamos em anúncios no Twitter, esbarramos em vários… eu disse  V-Á-R-I-O-S empecilhos. Seja eles de comunicação ou até na exorbitância dos valores (e isso pode até ser tema de outro post). E quanto potencial o Twitter tinha… Mas aí amornou.

Antes da equipe do Zukemberg apostar em formatos de anúncios para o Instagram, aqui no Brasil já tinha uma galerinha ganhando uma grana com o #Instamission. E olhe que em 2013 eu quase cai para trás quando resolvi orçar uma ação no projeto com as fundadoras.

Pensem comigo: hoje em dia o sucesso de toda ação digital é medido por meio de métricas. Quando o #Instamission estava bombando, não havia uma mensuração real além dos coraçõezinhos e participações de envios. Sem miúdos ou trocadilhos, falávamos apenas de branding.

Aí o tempo passou e a ferramenta começou a agregar mais valor potencial para as agências com as suas novas possibilidades, entre elas: o  envio de vídeos e algumas marcas já se aproveitaram dessa funcionalidade.

Finalmente os anúncios chegaram ao Brasil. Mas claro, que só algumas agências poderão fazer esses anúncios porque ser simples não é tarefa fácil para os colonizadores digitais desse país. Claro! Eles ainda estão só testando para medir a aceitação ou rejeição do público. Mas e na hora de vender isso para o cliente tão alucinado por métricas, hein? Será que no pacote vem um Instagram Analytics?

Aguardaremos cenas dos próximos capítulos…


,,,,,,,,, Sem comentários
5 de fevereiro

Google – Uma escola gratuita para quem está em busca de conhecimento

Olá, pessoal!

Andei sumida aqui do blog, mas foi por uma boa causa. Resolvi dar uma parada para observar as transformações que o marketing digital tem sofrido, nos últimos meses, e aproveitei para aprofundar meus estudos em Adwords e tirar proveito de tudo que o Google está oferecendo.

Como sabemos, o Google é líder em publicidade digital e se diferencia da concorrência em muitos fatores. Os principais são: a clareza com que os dados de suas campanhas de mídia online são expostos e, também, a produção e disposição de conteúdo por profissionais qualificados. Tudo com custo zero e para quem está a fim de aprender. Isso é simplesmente maravilhoso.

Como sabemos, as novidades do mercado web são infinitas e diárias e com os resultados positivos apresentados para empresas e empresários, por meio das plataformas de anúncios do Google, a receita de anúncios e busca incessante por performance aconteceu de forma natural e previsível. Isso obrigou aos profissionais de marketing digital a buscarem conhecimento e das ferramentas, engajamento e performance na busca, cada vez mais desenfreada, por resultados.

No meio dos meus recentes estudos eu aprendi muita coisa e até participei de um processo seletivo e perdi uma vaga no Google (isso mesmo) porque o meu inglês não está lá essas coisas… Mas tudo bem (vamos corrigir isso), lá dentro ou aqui fora o conhecimento está aberto para todos.

Vou deixar aqui o endereço da página de treinamentos do Google. Lembrando aos interessados que basta estudar e se inscrever no Google Partnes para ter direito a participar de provas com o intuito de receber a certificação oficial de profissional de Adwords.

É possível que em meus próximos posts eu fale mais detalhadamente sobre assuntos e peculiaridades da plataforma, bem como sobre interpretação de dados.

google

Mas vamos ao que interessa. O endereço da Brand Page de treinamentos Adwords é: Página de Treinamento Oficial do Adwords

Aproveitem!

Sem comentários
2 de setembro

Acabo de receber o selo Profissional Certificado ComSchool.

Sem-Título-1

 

O selo mostra para os clientes que a Empresa/Profissional investe na capacitação em áreas tais como:

  • · Excelência e Ética nas Redes Sociais
  • · Marketing Digital de Alta Performance
  • · Qualidade no atendimento ao cliente
  • · Melhoria nos processos de controle de estoques
  • · Performance logística e operações
  • · Estratégias em E-commerce
  •   Entre outros

Para conferir, acesse http://certificados.comschool.com.br/alinne-fernandes

 

Sem comentários
18 de agosto

Quem disse que o Tumblr não pode ser um Social Commerce?

amy-winehouse

 

camelo-marcelo

 

clarice

Quando falamos em social commerce, a primeira plataforma que vem na cabeça de muita gente é o Facebook. Afinal, a rede social planejou e pôs em prática uma infra-estrutura capaz de atender várias empresas produtoras de aplicativos de forma democrática e lucrativa. Tanto para o próprio Facebook, que ganha com as fan pages, como também para os aplicativos e sites de pagamento via Internet.

O que eu não sabia e que talvez muitos não saibam é que com todas as facilidades que os aplicativos gratuitos e os próprios sites de pagamento online oferecem (com uma pequena margem de lucro para eles a cada transação) é possível  ir muito além. Basta usar a criatividade e colocar a mão na massa. Com essa receita é viável ter um social commerce melhor visualmente e não depender dos aplicativos de lojas sociais que, no caso, detém todo o controle técnico da interface da loja, podem sofrer bugs e com isso prejudicar as vendas.

Há um ano comecei a desenvolver um projeto de e-commerce com a minha sócia para comercializar posters,quadros, canecas e camisetas. O social está presente e é de vital importância em todo o nosso processo de comunicação, mas como já havíamos tido uma experiência ruim com um aplicativo de loja do Facebook (por nãos ser atrativo visualmente e apresentar defeitos constantes), resolvemos optar por um site. Porém, o que aconteceu foi que o projeto se tornou complexo, demorado e caro. Então, tivemos que pensar em alternativas.

Precisávamos de um blog para divulgar os produtos, integrá-los às mídias sociais e fazer SEO, mas, além disso, ele também precisava ser social. Foi aí que pensamos no Tumblr. Então, a minha sócia começou a pesquisar o que era possível inserir na ferramenta com os recursos que ela possui e, por último, fomos pesquisar tudo que o PagSeguro pode oferecer em termos de  indexação de botões em várias plataformas.

O resultado de toda a pesquisa que fizemos não poderia ser melhor. Conseguimos não só montar uma loja no Tumblr em um curto espaço de tempo como também oferecer atendimento online com uma ferramenta gratuita. O resultado vocês podem conferir no Arrependidamadalena.tumblr.com

Sem comentários
11 de setembro

Trabalhando com SharePoint da Microsoft

Microsoft-Sharepoint-580-75

Nesses 10 anos em que trabalho com Internet passei por várias empresas especializadas em vários nichos diferentes.

Como todos sabem, acabei convergindo e voltando os meus estudos para as áreas de Google Marketing e Social Media, me interessando recentemente por tudo o que envolve BI. Eu não percebi, mas toda essa mudança de interesse e ampliação e horizontes, que aconteceram naturalmente, me trouxeram para um ponto que desde o início era (e eu não sabia) o ápice da comunicação e do marketing digital: a mensuração de resultados de todas as ações web que ditam as atuais tendências de mercado para as organizações.

Há 3 meses troquei um cargo de planejamento estratégico de marketing digital na Orange Five, aqui em SP, para abraçar um novo desafio: ser responsável pelo marketing de uma empresa Microsoft Partner que oferece produtos em duas plataformas da Microsoft: O SharePoint e o Oficce 365.

O Office basicamente é uma plataforma em nuvem em que podemos hospedar os sistemas criados sem que a empresa necessite de um servidor interno e consequentemente de manutenção desse servidor.

No momento eu estou mais voltada para o conhecimento do SharePoint e de todo o universo de desenvolvimento que ele oferece.

Se antes eu acompanhava programadores desenvolvendo intranets, extranets, portais públicos e colaborativos, soluções de BI e etc do zero, hoje eu acompanho a criação e desenvolvimento de várias ferramentas em uma só plataforma. Tudo com cronograma, horas calculadas, prazo respeitado e, principalmente, redução significativa na margem de erro dos projetos.

O SharePoint não é uma ferramenta barata, mas em compensação, com a compra do programa e das assinaturas de usuários, as empresas podem utilizá-lo desde a criação e desenvolvimento de site ou blog, passando pela Intranet e Extranet até o desenvolvimento de portais de relacionamento com o cliente. Tudo desenvolvido por uma só empresa, diminuindo a dependência de agências e até mesmo incentivando os setores de marketing a trabalharem sem sobrecarregar os setores de TI.

São soluções que atendem empresas de pequeno, médio e grande porte e que oferecem segurança total tanto nos serviços quanto na usabilidade e funcionalidade dos projetos. Enfim uma plataforma que une todos os setores de uma empresa e que possibilita a prática de uma comunicação unificada e sem ruídos.

Sem comentários
17 de junho

Mult-Connect Lança Aplicativo para Windowsphone

app multconnect

 

A Mult-Connect é uma empresa parceira da Microsoft que está no mercado há 15 anos oferecendo soluções de negócios voltadas para Intranet, Mobile e BI.

A empresa já vem testando soluções de aplicativos para Windowsphone há algum tempo e nessa levada lançou o Pocket Toolkink, aplicativo voltado para a construção civil ou para quem está, simplesmente, construindo ou reformando. Uma espécie de prumo e nível digital que pode ser carregado no sue bolso.

O aplicativo está disponível no http://www.windowsphone.com/pt-br/store/app/pocket-toolkit/dce74205-51b0-4f03-83a5-0b3ad796133e

Sem comentários